Tour de Suisse 2022 continua apesar do surto de COVID-19

Tour de Suisse 2022 continua apesar do surto de COVID-19

Tadej Pogačar, da UAE Team Emirates que está correndo o Tour da Eslovênia também foi atingido testou positivo para Covid

O Tour de Suisse continuou nessa sexta-feira, apesar mais casos de COVID – 19 atingir em cheio o pelotão e a consequente a retirada de quatro líderes de equipes. No entanto, o diretor da prova, Olivier Senn, admitiu que a explosão de casos no Tour de Suisse 2022 significa que eles avaliarão dia a dia se a corrida continua até domingo.

Aleksandr Vlasov (Bora-Hansgerohe) abandonou o Tour de Suisse 2022 após conquistar a camisa amarela de líder na 5ª etapa na quinta feira (16/06), entre Ambri – Novazzano. Imagem: Sam Buchli

O líder do Tour de Suisse 2022, Aleksandr Vlasov (Bora-Hansgerohe) foi um dos vários ciclistas que testaram positivo na manhã de hoje – sexta-feira (17/06), junto com o britânico Tom Pidcock (Ineos Grenadiers), Marc Hirschi (UAE Team Emirates) e Stefan Bissegger, Rigoberto Urán, Hugh Carthy e Alberto Bettiol da EF Education-EasyPost.

Um total de 29 atletas não largaram na etapa de hoje, após 16 desistências na quinta-feira. Restam 93 atletas no pelotão.

Bike speed – Pelotão reduzido no Tour de Suisse 2022 – prova conta como preparação para o Tour de France.

Toda a equipe holandesa Jumbo-Visma se retirou do Tour de Suisse depois de serem atingidos com quatro casos de COVID-19 na quinta-feira e se juntaram a outros times que infelizmente precisaram abandonar a prova: UAE Team Emirates, Bahrain Victorious e Alpecin-Fenix . Com Aleksandr Vlasov saindo da disputa, Jakob Fuglsang – Israel-Premier Tech vestiu a camisa amarela de líder do Tour de Suisse 2022.

Duas situações distintas e importantes para observar sobre o Tour de Suisse 2022

1ª situação – Faltando apenas duas semanas para o maior evento do ciclismo de estrada do ano, Tour de France 2022, as equipes estarão avaliando o risco de continuar na prova, mesmo faltando apenas 2 etapas (sábado e domingo). 2ª situação – Outros times menores que estão encarando a dura realidade de serem rebaixados da elite do ciclismo do WorldTour, podem se beneficiar com as desistências dos grandes times, na esperança de garantir mais pontos do que esperavam anteriormente.

Veja também: